O Desafio de Fazer o TCC e a Monografia

Padrão

como fazer um tccSem dúvidas, para maioria dos estudantes pelo Brasil, a elaboração do TCC e da Monografia é um dos grandes desafios em todo o processo de graduação ou pós-graduação.

Para ser um profissional formado, todos estudantes devem passar por essa fase. Enquanto alguns a enfrentam com tranquilidade, para muitos o TCC acaba causando muito stress.

Mas Quais as Dificuldades do TCC?

O fato é que uma coisa é aprender e estudar as diversas matérias e assuntos durante todos os semestres, outra coisa é parar e elaborar um trabalho tão completo, com tantas características específicas como é um TCC ou uma Monografia.

Principalmente na graduação, por ser a primeira vez, o aluno precisa aprender como fazer um TCC, ou seja, quais as diferenças desse tipo de atividade para todos os outros trabalhos que ele já fez na vida.

Nesse processo, as principais dificuldades que o aluno encontra são:

  • Escolher o Tema: Dentro de cada curso, a possibilidade de assuntos a se abordar são quase infinitas, e como sempre acontece quando se tem muitas opções de escolha, a decisão é díficil e costuma demorar.
  • Elaboração do Trabalho Escrito e as Normas ABNT: Por se tratar de um trabalho científico, a Monografia deve seguir normas bem específicas, determinadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, a famosa ABNT. Essas normas visam que todos os trabalhos científicos publicados sigam o mesmo padrão, facilitando os trabalhos posteriores de pesquisa.
  • Apresentação para a Banca: É muito comum que as pessoas tenham medo de falar em público, e isso se agrava muito quando essa apresentação está sujeita a uma avaliação tão importante na vida do aluno, afinal, ele precisa ser aprovado para se formar.

E Como Passar por essa Fase?

fazendo a monografiaPor mais difícil que tudo isso possa parecer, é fato que no final todo mundo passa por essa fase, consegue fazer a sua monografia, fazer sua apresentação e se formar. Mas o que pode ser feito para facilitar o processo?

Algumas dicas que podem ser aplicadas por qualquer aluno são:

  1. Escolha um Tema de SEU Interesse: É fundamental escolher um assunto que goste, que tenha interesse. Com isso você terá mais motivação para realizar o trabalho.
  2. Encontre um bom professor orientador: E isso não quer dizer um cara legal, quer dizer um professor que realmente te oriente, que dê atenção e te guie durante o processo. Uma dica é conversar com alunos mais veteranos e pegar suas experiências sobre seus orientadores.
  3. Pesquise na Internet: O Google pode te mostrar diversos sites com muitas dicas para fazer o seu TCC. Dentre as diversas fontes, uma boa opção é o www.portaldotcc.com.br, o site tem várias dicas sobre a elaboração de cada parte da Monografia.
  4. Treine sua Apresentação: Para melhorar o ponto do nervosismo na apresentação, uma boa opção é treinar, sozinho e para um grupo de amigos. Peça um pouco de seriedade deles e que avaliem a apresentação com sinceridade. Isso vai ajudar a ter mais tranquilidade e se preparar melhor para as perguntas.

O TCC é um dos desafios que todos vão acabar enfrentando nessa vida, mas futuramente você percebe que ele não foi nem de perto um dos mais complicados.

Boa sorte e sucesso!!!

O Marketing da Internet

Padrão

Vivemos em um mundo da publicidade “à la carte” e das campanhas online de pagamentos por cliques. E empresas sabem como tirar proveito disso.

“Os consumidores respondem positivamente aos anúncios personalizados”, afirma o blog especializado Puro Marketing.

Especialistas ainda citam uma pesquisa da consultoria Sociomatic Lab mostrando que “70% dos usuários da rede estão dispostos a receber publicidade e informação pensadas especificamente para eles”.

“É importante conhecer o cliente e saber qual é seu comportamento de compra online”, explicam.
Como fazer isto?

“Muitas organizações usam campanhas de marketing dirigido em sites como Google AdWords“, afirma à BBC Mundo Stephanie Perry, da companhia de segurança informática PGI Cyber, com base no Reino Unido.

“Este tipo de plataforma compara perfis de comportamento (dos internautas) que as empresas podem usar para dirigir sua publicidade a uma audiência numa área geográfica”, explica.

“Estes dados são coletados de muitas maneiras, entre elas, pelos dados de buscas (na internet) e do clickstream (das páginas visitadas), recolhidos por cookies que a pessoa precisa aceitar”.

Outros exemplos, acrescenta, são as lojas online e outros sites que armazenam um registro do que você compra na internet.

“A Amazon usa o mecanismo para mostrar outros produtos que podem te interessar, e sites como o YouTube te mostram vídeos com base nas suas preferências”.

Além disso, redes sociais como o Facebook “têm todas as informações que você inclui no seu perfil”, diz Perry. “Desde as coisas que você gosta até os grupos dos quais é membro, sua localização geográfica e os anúncios ou páginas web que clicou”.
O poder do saber

Para alguns usuários, isto não é um problema.

“Quero que me rastreiem e mostrem a publicidade que me interessa nas páginas que visito”, diz Carlos Roberto, do blog tecnológico Genbeta.

Roberto diz que a publicidade personalizada melhora sua experiência de navegação e que o faz descobrir páginas e serviços interessantes.

Apesar disto, reconhece o jornalista, muita gente “não está consciente de que isto ocorra”.

Perry concorda: “Os usuários devem saber quais dados estão disponibilizando quando se registram numa rede social e em lojas online; verificar os pedidos de configurações de privacidade; e modificá-los para garantir que recebam os dados que querem”.

Ela lembra que, para estarem protegidos, é fundamental que se usem “senhas fortes”.

A especialista recomenda apenas conexões na internet com pessoas em quem você confia e que esteja ciente das informações que compartilha com elas.

Também aconselha a “ter cuidado com os links em que você clica”, pois, quanto mais o fizer, mais informação terão as marcas sobre nossos hábitos de compra.

Apesar disto, se queremos estar ativos na internet, diz Perry, temos que aceitar que uma das condições é que nossos dados serão usados para publicidade.

Provavelmente, a próxima vez que eu comprar um bilhete de avião será pela internet.

Ainda que, pelo menos desta vez, estarei consciente de quais dados estou compartilhando. E, quando entrar na minha página do Facebook ou YouTube, não ficarei surpresa ao ver ofertas de voos, promoções turísticas e pacotes de férias.

Busca pelo equilíbrio

Talvez até reserve um deles. Afinal, a publicidade “à la carte” também tem seu lado positivo.

“A chave é estabelecer o equilíbrio entre participar da web e manter nossa privacidade e segurança de dados”, disse Perry.

Este último talvez seja mais complicado do que reservar um voo pela internet.

Alguns conselho úteis:

Se quiser ter um pouco mais de privacidade quando navegar pela rede, pode seguir os seguintes passos:

  • Limpar seu histórico e ativar a navegação privada. Seu histórico de navegação guarda todas as páginas que visitou, mas você pode apagá-lo nas opções de configuração do seu navegador. Você também pode ativar a navegação privada para usar a internet incógnito.

  • Apagar os cookies e não aceitar cookies de terceiros. Outra medida eficiente está na opção “apagar dados de navegação” para apagar cookies, que são arquivos que reúnem informações sobre você.
  • Desativar a localização. Para evitar que as páginas web saibam onde está, você pode desativar a geolocalização dentro das opções avançadas de seu navegador.
  • Controlar quem te segue ou bloqueá-lo. Existem ferramentas, como Ghostery, Disconnect ou Do Not Track Me, para evitar que te sigam na internet.

 

Esse artigo foi originalmente publicado no Uol Tecnologias no link abaixo:

https://tecnologia.uol.com.br/noticias/bbc/2017/02/28/como-as-empresas-te-espiam-pela-internet-para-te-mandar-anuncios—e-como-evitar-isso.htm

Os Cursos de Manutenção de Notebooks

Padrão

manutenção de notebooksHá anos já se observa claramente a redução no uso de computadores de mesa, os PCs, no Brasil e no mundo.

O uso de notebooks já é há anos muito mais comum em comparação com os micros. Isso acontece principalmente nas residências para o uso do dia a dia, como acesso a Internet, redes sociais e compras online, mas também tem se observado muito nas empresas.

É fato que nas residências, para o acesso a Internet, os Smartphones tem sido ainda mais utilizado que os notebooks, mas os PCs de mesa devem em breve entrar em extinção.

Empresas tem optado pelo uso de notebooks pelo aumento da mobilidade na atuação de seus funcionários, implementação de trabalho em modelo de home-office e também pela melhora nos serviços e nos custos da manutenção de notebooks, seja quando feito internamente, seja quando terceirizado.

O Mercado de Manutenção de Notebooks

Aqui entramos no ponto do nosso artigo, todo esse cenário fez com que os profissionais de assistências técnicas de computadores tivesse que se adaptar.

Esse movimento de migração já começou a cerca de 5 anos atrás, quem se atentou a isso naquela época hoje está muito bem posicionado, quem não está tendo que correr atrás agora.

Além disso os novos profissionais já partem desse princípio, e procuram por cursos e treinamentos que já sejam voltados para o conserto e manutenção dos notebooks, procurando assim entrar corretamente no mercado.

Os Cursos voltados para Notebooks

curso de conserto de notebookCom essa demanda, é alta a procura por um bom curso de manutenção de notebook, tanto por profissionais que já atuam na área, procurando por especialização e talvez correndo atrás do prejuízo, tanto por novos profissionais tentando entrar na área de assistência técnica de computadores.

As opções de cursos são muitas e podem ser encontradas facilmente na Internet. Dentre elas temos os cursos presenciais, normalmente em instituições renomadas de ensino, e os cursos online, que são realizados através de videoaulas gravadas.

Mas afinal, qual escolher?

Cada uma das modalidades (presencial ou online) tem suas vantagens e desvantagens, algumas pessoas vão se adaptar melhor a um estilo enquanto outras irão preferir o outro.

Os cursos presenciais são os mais tradicionais e trazem a vantagem de se colocar realmente a mão na massa e praticar o que está sendo aprendido com a supervisão e apoio direto de um instrutor. Por outro lado, é preciso morar perto de algum grande centro e se locomover até o local de treinamento, o que aumenta os custos e o desgaste.

Já nos cursos online existe a facilidade de se acessar as aulas quando e de onde desejar, sem necessidade de grandes deslocamentos, além disso o aluno pode acessar e consultar as aulas sempre que surgirem dúvidas.  No entanto, o aluno pode vir a sentir falta da interação pessoal com o instrutor e com os demais alunos.

Concluindo…

O fato é que a mudança já aconteceu e a tendência é Smartphones > Notebooks > Desktops.

Os profissionais devem se adaptar ou estarão fora do mercado.

Cursos e treinamentos estão aí para isso, devem sempre ser vistos como investimentos e não gastos.

10 Sites para Trabalhar como Freelancer

Padrão

Artigo do site http://computerworld.com.br


Trabalho RemotoA jornada tradicional, aquela que vai das nove da manhã às seis da tarde, se torna cada vez mais abstrata com o avanço de conceitos de mobilidade e computação em nuvem. Uma das coisas fantásticas proporcionada pela tecnologia é a capacidade de executar trabalhos de qualquer lugar (onde tenha uma conexão com a internet).

Mas como encontrar uma tarefa remunerada que possa ser feita sem sair de casa? A seguir, apresentamos uma lista com dez sites que podem impulsionar seu sonho de home office.

WFH.io

O serviço é dedicado ao trabalho remoto, como o próprio nome do site sugere (a sigla trata de uma abreviação de “work-from-home”). Há bastante oportunidade para profissionais de tecnologia. O site é simples e fácil de navegar, listando trabalhos para engenheiros, programadores e desenvolvedores. É possível filtrar as ofertas por categorias, como suporte ao usuário, design, DevOps, administração de sistemas e desenvolvimento de software. O uso da ferramenta é gratuito e, clicando no cargo, se tem uma descrição completa da tarefa e como se candidatar a ela. O site também oferece a possibilidade de receber emails semanais com algumas oportunidades.

Flex Jobs

O site é bastante famoso na oferta de oportunidades em trabalho remoto. É, também, especialista em ofertas de empregos de meio período e projetos para atuar como freelancer. Segundo os responsáveis, as oportunidades são checadas com os contratantes antes de serem divulgados na ferramenta. Há uma lista de acesso gratuito, mas a maior parte das vagas é para membros que pagam pelo serviço. O valor varia de US$ 14,95 por mês até US$ 49,95 para uma subscrição anual. Essas opções incluem uma série de facilidades adicionais.

Virtual Vocations

O site traz uma lista de oportunidades de trabalho remoto em quase todos os setores que você pode imaginar – desde desenvolvimento de software até enfermagem, educação, contabilidade, marketing ou advocacia. O serviço reconhece o quão difícil pode ser a tarefa de encontrar um anúncio legítimo de trabalho remoto e, por isso, faz um trabalho pesado de curadoria e validação das vagas, antes de expô-las na internet.

Há opções de inscrições que incluem postagens diárias, alertas, histórico de projetos para os quais se candidatou. As assinaturas variam entre US$ 6,99 por semana até US$ 59,99 para um período de seis meses.

We Work Remotely

O serviço apresenta vagas de administração de sistemas, copy writing, design, atendimento ao cliente, programação e muito mais. Cada categoria também indica quando o post mais recente foi feito para que seja possível identificar a oferta desde a última vez que o usuário a visualizou. Trata-se de um site básico, que inicia o trabalho. É possível também seguir o We Work Remotely no Twitter.

Authentic Jobs

Como citamos, uma das preocupações em encontrar trabalho remoto reside na possibilidade de clicar em um anúncio interessante e cair em uma cilada (consequentemente, sendo pego em um golpe). O Authentic Jobs tenta endereçar uma solução a esse problema já no nome que escolheu. O site apresenta vagas em companhias como Apple, Facebook, MSNBC.com, ESPN, HBP, Electronic Arts e HP, entre outras grandes organizações. O serviço tem um foco de ajudar instituições de caridade.

Working Nomads

O serviço apresenta bom número de trabalhos remotos na área de tecnologia, com ofertas para projetos de desenvolvimento, design, administração de sistema e marketing. O site é simples; basta logar, conferir os anúncios e filtrar por categorias. As ofertas são listadas por ordem de publicação, o que garante se é recente ou não. Ao clicar sobre uma oportunidade aparece uma breve descrição e instruções sobre como se candidatar.

Skip the Drive

Uma das vantagens de trabalhar de casa é não precisar dirigir até o escritório. É isso que o Skip the Drive sugere em seu nome. O site oferece vagas em posições em diversas indústrias, sem necessidade de registros. Além disso, oferece uma espécie de calculadora para ajudá-lo a computar a quantidade de tempo e dinheiro que economizou em termos de tempo e deslocamento ao realizar um trabalho de casa. Os responsáveis pelo serviço afirmam que todas as ofertas listadas são legítimas – incluindo posições em empresas listadas na Fortune 500 que lá aparecem.

Remote OK

Nesse site você encontra uma lista atualizada regularmente das empresas, em sua maioria startups, onde é “Ok” trabalhar remotamente. É possível procurar por novos postos de trabalho, contratação para atividades em tempo integral e parcial, estágios e categorias de carreira específica. Para cada categoria, há também uma lista do salário médio e o número de postos disponíveis naquele grupo. Por exemplo, no momento da redação desse artigo, a categoria “Engenheiro” possuía 2.323 trabalhos listados com um salário anual médio de US$ 90 mil. É possível pesquisar por habilidades especificas como tipo de software, habilidades, indústria. O foco está principalmente em empregos de tecnologia, especialmente aqueles relativos a startups. Logo, desenvolvedores, engenheiros e programadores encontrarão uma infinidade de oportunidades relevantes.

Workatho.me

O site apresenta empregos desde níveis iniciais e médios até oportunidades temporárias. Outros filtros incluem engenheiro de software, desenvolvedor web, especialistas em DevOps, administração de sistemas, analista de rede, segurança da informação, desenvolvedor móvel, escritor técnico e muito mais. O serviço também verifica cada anúncio de emprego para verificar se a vaga realmente existe e que se você candidatar-se a ele vai estar em contato direto com o recrutador.

Remote Working

Este site difere dos outros na descrição das experiências. Ao se inscrever em uma lista de discussão, o candidato recebe notícias, ferramentas e últimas vagas “escolhidas a dedo”, segundo os organizadores. Quem quiser, pode ser o @remoteworkingio no Twitter e ter informações em tempo real sobre oportunidades de trabalho remoto.

Os novos Drones da Linha DJI Phantom

Padrão

os melhores dronesO mercado de drones está em franca expansão, o interesse por esses aparelhos tem ganhado cada vez mais adeptos no país e no mundo, seja para simples diversão ou para uso profissional em filmagens de eventos e atividades.

Hoje a quantidade de modelos é imensa, é possível encontrar os aparelhos nos mais diversos tamanhos, em várias faixas de preço, desde drones simples até os com os mais avançados recursos.

No entanto, é quase um consenso que hoje os melhores drones são os lançados pela empresa chinesa DJI, líder absoluta nesse mercado.

E dentro de sua gama de produtos, a linha Phantom é sem dúvidas a mais popular, é a série que fez a DJI ser o que é hoje. Mesmo com um custo elevado, eles são considerados produtos de alto nível, tanto pelo design e acabamento, quanto pelos recursos e câmeras realmente profissionais que estão disponíveis e acopladas no drone.

Os Drones Phantom 3

phantom 3Em 2015 a DJI lançou os primeiros 2 modelos da série Phantom 3, que definitivamente catapultaram a empresa chinesa para o topo desse mercado. Meses depois ainda colocariam no mercado 2 novos tipos, buscando aumentar ainda mais o seu alcance.

Todos os modelos são de primeira linha, entre os melhores drones do mercado, com câmeras de alta qualidade e recursos de voo e controle muito avançados. Eles diferem apenas em pequenos fatores sendo o principal a câmera, que pode ou não ser 4K, e a algumas características como o alcance e os recursos disponíveis.

Os 4 modelos lançados na série Phantom 3 são:

  • Standard
  • Professional
  • Advanced
  • 4K

Os modelos que fizeram mais sucesso foram sem dúvidas o Standard e o Professional

O Standard é caracterizado por ser o mais barato (menos caro na verdade), mas ainda assim possui uma câmera e características muito acima do que a maioria dos drones encontrados no mercado. Foi muito procurado por pessoas interessadas em um hobby e a se divertir com os voos e principalmente as imagens que o drone possibilita.

O modelo Professional foi muito procurado para o uso profissional, principalmente por empresas de imagem e vídeo, que utilizam o drone para filmar eventos, casamentos e atividades esportivas. Ele possui uma câmera 4K e pode voar a até 5KM de distância do controlador, o que é uma grande vantagem se comparado aos concorrentes.

O DJI Phantom 4

phantom 4Depois do grande sucesso da linha lançada em 2015, a DJI lançou em 2016 a série Phantom 4, dessa vez focando inicialmente em apenas um modelo principal, sem muitas variações.

O Phantom 4 é um equipamento de alto custo, focado principalmente no uso profissional. Possui todos os recursos da linha 3 professional, mas inclui melhorias que realmente fazem a diferença, e o preço.

Os principais diferenciais desse lançamento são:

  • Câmera de altíssima resolução podendo chegar a 4K
  • O drone chega a uma velocidade de até 72Km/h e pode ser controlado a até Km de distância através do visor e do sistema de GPS
  • Sistema que mapeia o ambiente ao seu redor e impede o impacto contra pessoas e objetos
  • Funcionalidade que permite definir um objeto, veículo ou pessoa que o drone irá seguir e manter o seu foco
  • Além de várias outras melhorias internas de design e projeto

Hoje a Phantom 4 já está disponível também nos modelos PRO e PRO+. Não há muitas diferenças entre elas, a PRO possui alguns recursos mais avançados principalmente na câmera enquanto que a PRO+ já traz uma tela acoplada ao controle, não sendo necessário o uso de um dispositivo móvel como celular ou tablet, o que é preciso em todos os outros modelos.

Quer se impressionar? De uma olhada no vídeo oficial do drone. Mas cuidado, o vídeo pode fazer você perder alguns mil reais, é difícil resistir 🙂

 

Os Hackers Russos Hackearam os EUA

Padrão

Sim, por incrível que pareça, a Rússia interferiu diretamente no resultado das eleições americanas em 2016. Não há mais como negar.

Um relatório assinado pelo FBI (a polícia federal norte-americana), pela CIA (Central de Inteligência do governo dos EUA) e pela NSA (Agência de Segurança Nacional) confirma e ainda oferece detalhes de como o governo russo teria agido para “hackear” as eleições dos Estados Unidos em 2016.

De acordo com o documento, “em julho de 2015, a central de inteligência da Rússia teve acesso às redes do Comitê Nacional Democrático”, isto é, do diretório do Partido Democrata, partido representado nas últimas eleições por Hilary Clinton. Ainda segundo os investigadores, os russos “mantiveram esse acesso até, pelo menos, junho de 2016”.

O relatório ainda diz que o governo russo contou com Guccifer 2.0 e DCLeaks.com, dois grupos hackers americanos, para acessar a rede do DNC e vazar informações sigilosas. A ordem teria partido diretamente do presidente russo, Vladimir Putin, e o objetivo seria “aumentar as chances de eleição do presidente Donald Trump denegrindo quando possível a imagem da secretária Hilary Clinton”.

Nos EUA, o período de votações pode começar até meses antes do “dia oficial” em alguns estados. Na votação final, Donald Trump acabou eleito presidente dos EUA em 8 de novembro após conquistar o número mínimo de delegados exigidos pela lei eleitoral americana. Sua principal rival, a democrata Hilary Clinton, venceu no voto direto.

Apesar de suas 25 páginas, essa ainda é uma versão censurada do relatório completo entregue ao presidente em exercício, Barack Obama, e ao presidente eleito Donald Trump na última semana. Por isso, detalhes de como as invasões aconteceram e suas consequências não foram divulgados, “por segurança”, segundo o FBI.

Após ter acesso ao relatório completo, Obama ordenou, ainda em 2016, a expulsão de 35 diplomatas russos dos EUA. Já Donald Trump disse, nesta sexta-feira, 6, poucas horas antes da divulgação do documento, que se encontrou com líderes das agências de inteligência do país e que a ação da Rússia “teve absolutamente nenhum efeito sobre o resultado das eleições, incluindo o fato de que não houve manipulação de urnas eletrônicas”.

Guerra Cibernética

O governo dos Estados Unidos responsabilizou Vladimir Putin, presidente da Rússia, pelos ciberataques que interferiram nas eleições presidenciais americanas que aconteceram no mês passado. A declaração foi feita na última quinta-feira, 15, pela Casa Branca, que prometeu retaliações, aumentando as tensões entre as duas maiores potências atômicas do mundo.

Obama também comentou o assunto, afirmando que vai reprimir os ataques russos. “Não há dúvidas de que quando um governo estrangeiro tenta violar a integridade das nossas eleições, é preciso adotar ações. Vamos fazer isto, no lugar e momento adequados. Algumas ações poderão ser explícitas e anunciadas e outras, não”, declarou o governante.

Donald Trump, presidente eleito dos Estados Unidos, insinuou que a Casa Branca tem intenções partidárias ao levantar a questão. “Se a Rússia ou outra entidade realizavam ataques informáticos, por que a Casa Branca esperou tanto tempo para reagir?”, questionou, pelo Twitter.

O governo russo, por sua vez, afirmou que “os absurdos não se baseiam em nenhum fundamento” e que o governo americano “precisa parar de falar sobre isso ou finalmente apresentar algum tipo de prova. Caso contrário, isso parece extremamente indecente”.

E agora, como ficarão as coisas com entre EUA e Rússia. Por um lado Donald Trump não fará nada com relação a esse assunto, principalmente porque ele foi o principal beneficiado. Por outro lado, ficará os EUA a mercê de ações cibernéticas da Rússia ou de qualquer outro país, sem tomar nenhuma ação contra isso? Dificilmente.

É certo que os EUA investirão muito em segurança da informação nos próximos anos.

As Eleições no Brasil

E você? Ainda acha que as eleições no Brasil, através das urnas eletrônicas, são seguras e confiáveis?

O Negócio de Manutenção de Celular

Padrão

No post dessa semana, vamos falar sobre o mercado de assistências técnicas para manutenção de celular, uma área que sem dúvida alguma está em alta, prova disso são as inúmeras pequenas assistências que podem ser encontradas principalmente nos bairros mas populares das cidades.

O mercado de manutenção de celulares está muito forte. Segundo as últimas pesquisas, enquanto o conserto de aparelhos de celular aumentou 47% em 2016, a compra de novos celulares caiu mais de 13%.

Isso aconteceu devido ao preço muito elevado dos smartphones e principalmente à crise econômica que já vem desde 2015 e faz com que os usuários prefiram realizar o conserto ao invés de comprar um celular novo.

Uma Assistência de Manutenção de Celular

Assistência Técnica CelularEsse tipo de empreendimento é bem simples e normalmente procurado por pequenos profissionais e técnicos, muitas vezes recém desempregados, em busca de seu primeiro negócio.

Essas assistências fazem todo tipo de conserto em celulares, desde uma tela quebrada, uma bateria que não carrega, até problemas de placas queimadas. Trabalham com praticamente todas as marcas do mercado, Samsung, iPhone, LG e muitas outras.

O negócio exige pouco investimento, pois os equipamentos são baratos e podem ser facilmente encontrados em lojas especializadas ou pela Internet. Com menos de R$ 1.000,00 já é possível comprar todo o equipamento necessário para as atividades.

Quanto à estrutura de local de trabalho, basta um pequeno escritório ou box, e até mesmo um cômodo da casa, com uma bancada, pontos de energia e refrigeração adequada.

Veja a reportagem abaixo sobre o assunto:

Principais Desafios

Dentre as principais dificuldades dessas micro empresas que atuam na área podemos citar:

  • Concorrência: Em todas as áreas existe concorrência, mas ela é muito pior quando é desleal e quando são aplicados preços muito abaixo da média, o que muitas vezes é o caso.
  • Falta de Profissionais Qualificados: Com o aumento da demanda de serviço, vem o aumento da demanda de profissionais, e dependendo da região é muito difícil encontrar bons profissionais
  • Variedade de Modelos: Esse é uma grande dificuldade da área, mas que não há o que se fazer, existem muitas marcas e modelos no mercado e o empreendedor tem duas alternativas, ou se especializa em alguma delas ou torna-se um generalista tendo que manter-se sempre atualizado.

Cursos de Desenvolvimento

Curso Manutenção de CelularNuma área com pouca barreira de entrada quanto ao investimento e a estrutura de trabalho, o que vai diferenciar a qualidade entre as diferentes assistências técnicas é o conhecimento e a qualidade de entrega.

Na grande maioria dos casos, esses profissionais não possuem formação superior em áreas relacionadas, no máximo possuem um curso técnico na área de eletrônica ou algo relacionado.

Devido a isso, é fundamental que busquem qualificação através de apostilas ou um bom curso de manutenção de celular. Existem diversas opções no mercado, tanto presenciais como online e basta uma pesquisa para encontrar a melhor opção para o seu caso.

Franquias

Com todo esse mercado, outra modalidade desse negócio que subiu muito foram as franquias de assistências técnicas.

Hoje, no país, aproximadamente uma a cada dez franquias pertence ao setor de serviços. A grande vantagem desse tipo de franquia é a alta lucratividade com baixo investimento. Para atender esses franqueados normalmente são apresentados dois modelos de negócio: lojas de rua e quiosques para shoppings e centros comerciais.

O número de franquias no setor é considerável. O momento, mesmo de crise, só mostra que a tendência é crescer em um ritmo acelerado e surpreender quem investir nesse segmento.

As Principais Tendências Tecnológicas para 2017

Padrão

Estamos fechando o ano de 2016, mas já pensando em 2017.

Nesse nosso primeiro post, vamos compartilhar o relatório da Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento imparcial em tecnologia, sobre as principais tendências tecnológicas que serão fundamentais para as empresas em 2017.

O Gartner define como uma tendência tecnológica estratégica a que tenha um potencial disruptivo importante e que apenas está começando a sair de um estado emergente para um impacto e um uso maiores ou que sejam tendências de rápido crescimento, com um alto grau de volatilidade, alcançando pontos cruciais nos próximos cinco anos.

As 10 principais tendências

AI e Aprendizagem Avançada da Máquina

Inteligência Artificial (AI) e Machine Learning (ML) estão compostos por muitas tecnologias e técnicas, que ultrapassam cada vez mais os algoritmos tradicionais baseados em regras para criarem sistemas que entendam, aprendam, prevejam, adaptem e, possivelmente, operem de forma autônoma. Isso é o que faz as máquinas inteligentes parecerem “inteligentes”.
“A AI aplicada e a aprendizagem avançada da máquina fazem surgir um espectro de implementações inteligentes, que serão entregues como sendo uma nova classe de aplicativos e coisas obviamente inteligentes, assim como entregarão uma inteligência incorporada para uma ampla variedade de dispositivos de malha e soluções existentes de software e serviços”, afirma Cearley.

Aplicativos Inteligentes

Os aplicativos inteligentes como os VPAs realizam algumas das funções que um assistente humano faria todos os dias tornar-se mais fácil (priorizar e-mails, por exemplo), e seus usuários mais eficazes (destacando o conteúdo e as interações mais importantes). Outros aplicativos inteligentes como os assistentes virtuais do cliente (VCAs) são mais especializados para realizar tarefas em áreas como vendas e serviço ao cliente.

Coisas Inteligentes

As coisas inteligentes se referem às coisas físicas que vão além da execução de modelos de programação rígidos para explorarem a AI aplicada e a aprendizagem de máquinas para comportamentos mais sofisticados e interação com mais naturalidade no ambiente que os cerca e com as pessoas. O Gartner antecipa uma mudança das coisas inteligentes autônomas para um modelo colaborativo da inteligência das coisas.

Realidade Virtual e Aumentada

As tecnologias absorventes, como a realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR),

transformam a forma como os indivíduos interagem uns com os outros e com os sistemas de software. “O cenário do consumidor imersivo e do conteúdo comercial e dos aplicativos irá evoluir dramaticamente ao longo de 2021”, afirma Cearley.

Gêmeo Digital

Os gêmeos digitais incluem uma combinação de metadados, condições ou estado, dados sobre o evento e a análise. Dentro de três a cinco anos, centenas de milhões de coisas irão ser representadas por gêmeos digitais, que serão usados para reparar, de forma proativa, e planejar o serviço do equipamento, para planejar os processos de fabricação, operar fábricas, prever a falha de equipamentos ou aumentar a eficiência operacional, e realizar um desenvolvimento melhor de produtos.

Blockchain e Registros Distribuídos

Blockchain é um tipo de registro distribuído no qual as transações de troca de valores (em Bitcoin ou outras moedas) são sequencialmente agrupadas em blocos. Os conceitos de Blockchain e registros distribuídos estão ganhando força, pois prometem transformar os modelos operacionais da indústria. “Os registros distribuídos são potencialmente transformativos, porém, a maior parte das iniciativas ainda está na fase de testes alfa ou beta”, afirma Cearley.

Sistemas Conversacionais

O foco atual para interfaces conversacionais está voltado para chatbots e para aparelhos habilitados por microfones. No entanto, a malha digital abrange um conjunto cada vez maior de pontos que as pessoas usam para acessar aplicativos e informações, ou interage com pessoas, comunidades sociais, governos e negócios. A medida que a malha do dispositivo se desenvolve, os modelos de conexão irão se expandindo e surgirá uma maior interação cooperativa entre os dispositivos, criando a base para uma nova experiência digital contínua e real.

Aplicativo de Malha e Arquitetura de Serviços

No aplicativo de malha e na arquitetura de serviços (MASA), os aplicativos móveis, para a web, para desktop e para a IoT se conectam a uma malha ampla de serviços de retaguarda para criarem o que os usuários enxergam como um “aplicativo”. A arquitetura encapsula os serviços e expõe APIs em vários níveis e ao longo das barreiras organizacionais, equilibrando a demanda por agilidade e aumento de serviços com uma composição e reuso de serviços. A MASA permite que os usuários tenham uma solução otimizada para os endpoints alvo na malha digital, assim como uma experiência contínua a medida que eles transitam nesses diferentes canais.

Plataformas de Tecnologia Digital

Fornecem os alicerces básicos para um negócio digital e são um facilitador importante para a criação de um negócio digital. O Gartner identificou os cinco pontos principais que permitem as novas capacidades e os modelos comerciais do negócio digital — sistemas de informação, experiência do cliente, análise e inteligência, a IoT e os ecossistemas comerciais. Cada empresa terá uma mescla dessas cinco plataformas de tecnologia digital. As plataformas fornecem os alicerces básicos para um negócio digital e são um facilitador importante para a criação de um negócio digital.

Arquitetura de Segurança Adaptável

A malha inteligente digital e as plataformas de tecnologia digitais inteligentes relacionadas e as arquiteturas do aplicativo criam um mundo cada vez mais complexo para a segurança. “O usuário do monitoramento e o comportamento da entidade são uma adição crítica particularmente necessária nos cenários da IoT. No entanto, a vantagem da IoT é ter uma nova fronteira para muitos profissionais de segurança em TI criando novas áreas de vulnerabilidade e, normalmente, requerendo novas ferramentas e processos de correção que devem ser levados em conta nos esforços da plataforma da IoT”, afirma Cearley.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/gartner-identifica-as-10-principais-tendencias-tecnologicas-estrategicas-para-2017-shtml/